Siga o Portal do Holanda

Após reunião na Aleam

Terceirizados da saúde vão aguardar até terça para deflagrar greve em Manaus

Publicado

em

Foto: Márcio Gleyson Foto: Márcio Gleyson
Foto: Márcio Gleyson

Manaus/AM - Terceirizados da saúde do Amazonas estiveram reunidos, nesta sexta-feira (8), junto com deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), para discutir soluções em relação aos pagamentos atrasados. Algumas propostas foram colhidas por membros da Comissão de Saúde e serão levadas para o secretário de Fazenda do Estado. A presidente do sindicato, que representa os terceirizados, disse que aguardará uma resposta até a próxima terça-feira (12), mas afirmou que o indicativo de greve está mantido. 

Os terceirizados cobram sete meses de salários atrasados e reclamam da proposta do governo de pagar apenas nos 27 deste mês e 27 de dezembro. As deputadas Mayara Pinheiro (PP) e Alessandra Campelo (MDB) relataram que a proposta que será levada para o secretário de Fazenda é de antecipar esses pagamentos para os dias 20 deste mês e de dezembro, mas elas ressaltaram que muitos dos problemas de atrasados são causados por falhas das próprias empresas, pois muitas possuem pendências judiciais que acabam bloqueando os recursos repassados a elas, porém, o governo também possui atrasos.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Terceirizados da Saúde (Sindipriv), Graciete Mouzinho, disse que vai aguardar até a próxima terça-feira (12) a resposta do governo quanto a nova proposta de adiantar os pagamentos atrasados, mas afirmou que neste sábado (9) estará convocando para a greve de 70% da categoria, com publicação em jornal de grande circulação no Estado. Ela também cobrou do governo maior fiscalização nos contratos das empresas terceirizadas. 

As mulheres no crime organizado: Sexo, dinheiro e morte

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.