Siga o Portal do Holanda

Após atenderem corridas

Quatro motoristas de app são brutalmente assassinados em chacina

Publicado

em

 Área onde os corpos foram encontrados. Foto: Grupo Globo  Área onde os corpos foram encontrados. Foto: Grupo Globo
Área onde os corpos foram encontrados. Foto: Grupo Globo

Quatro motoristas de aplicativo foram encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (13), no bairro de Santo Inácio, na periferia de Salvador, na Bahia. As vítimas são  Sávio da Silva Dias, de 23 anos, Alison Silva Damascena dos Santos, de 27 anos, Daniel Santos da Silva, de 31 anos, e Genivaldo da Silva Félix, 48 anos. Um quinto motorista chegou a ser rendido pelos assassinos, mas conseguiu escapar.  

Os corpos estavam com sinais de tortura e dentro de sacolas de plástico, na região da comunidade Paz e Escura. 

Segundo Ricardo Carvalho, um dos diretores do Sindicato dos Motoristas por Aplicativo (Simactter-BA), a primeira vítima recebeu uma chamada de dois travestis e ao chegar no local foi rendido e levado ao bairro de Santo Inácio. "O que sabemos é que o primeiro carro foi chamado por dois travestis e, nessa sequência, o rapaz chegou, eles abordaram e levaram ele para um lugar. Aí começou a chamar do próprio aplicativo de motorista, foi chamando um, outro, outro, rendiam e levavam para o local”, contou.

Vítima sobrevivente 

De acordo com a PM, o  quinto motorista de aplicativo que conseguiu fugir, foi rendido por bandidos e levado ao local. Após escapar, ele encontrou policiais do Presídio Mata Escura e informou que seu carro ficou no local, e que quatro pessoas ficaram presas na casa, com os bandidos exigindo o dinheiro das vítimas. Quando a PM chegou à residência, encontrou os quatro homens já sem vida, e dois carros abandonados. 

Ainda não há informações sobre a motivação e autoria do crime, mas os motoristas de app de Salvador já se mobilizaram no decorrer desta sexta-feira, pararam o trânsito em uma carreata que começou pela tarde e durou até a noite, para cobrar justiça pelo crime e mais segurança aos motoristas. 

“Essa fatalidade que aconteceu, quatro pais de família brutalmente assassinados. Se já tinha essa insatisfação de segurança na cidade, piorou mais ainda. Nós queremos uma resposta do Secretário de Segurança do Estado da Bahia e do governador. Esse crime não pode ficar impune de maneira nenhuma. Cada dia mais vai piorando. Eu mesmo já fui assaltado cinco vezes. A gente quer resposta do governo", disse Ricardo Carvalho.

Com informações do G1 Bahia.

 




O medo e a morte estão no ar

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.