Siga o Portal do Holanda

Hospital Delphina Aziz custa R$ 2,3 bilhões ao governo do Amazonas

Publicado

em

Além de pagar R$ 11 milhões mensais ao instituto que administra o Hospital Delphina Aziz, o governo do Amazonas desembolsa  outros R$ 10 milhões com o consórcio que construiu o hospital  e o mantém equipado. O contrato, com prazo de duração de 20 anos, tem o valor global de  2  bilhões e 350 milhões de reais.

BR 319 - Com esse dinheiro desperdiçado com o Delphina daria para construir duas pontes Rio Negro ou uma ponte mais extensa, ligando a cidade de Manaus  ao Porto  Careiro Castanho, continuidade da BR 319

NEGÓCIO CARO - O Delphina   é uma parceria público privada, que custa caro ao contribuinte  e é pouco fiscalizado pelos órgãos de controle.

NADA A OFERECER - Ao contrário do que determina a Lei que criou as parcerias público privada, o consórcio não fornece pessoal especializado para colocar o hospital em funcionalmente, por isso o governo recorre a institutos como o Imed,   

Veja a íntegra do contrato de parceria Público Privado do Delphina Aziz:

Clique para baixar arquivo

O contrato, reajustado anualmente,  foi firmado em abril de 2013  pelo então secretário de Saúde, Wilson Alecrim, um dos investigados na Operação Maus Caminhos, e os empresários  Antônio Merino Ciudad e Bernardino José Marques Junior, pela  Zona Norte Engenharia Manutenção e Gestão de Serviços S.A.


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.